As dez mais antigas e ainda hoje praticadas Religiões no Mundo
Segunda-feira, 14 de Maio de 2007
Islamismo

     O Islamismo foi fundado pelo profeta Maomé, no ano de 622 d.C.

   Uma vez na vida todo o muçulmano deve ir até Meca, na Arábia Saudita, o ponto máximo da peregrinação é chegar a mesquita sagrada de Meca e dar sete voltas em torno de uma grande edificação negra, a Caaba. Os peregrinos também precisam de ir até um lugar onde há 3momentos representando o demónio.

  O território sagrado de Meca é vedado aos não muçulmanos.

  A Hajj é um dos “5pilares” do islamismo: Profissão de fé; as orações diárias; peregrinação a Meca; contribuição para o Estado e o Jejum do Ramadão.

   As orações diárias são viradas para a Meca, cinco vezes por dia, contudo o jejum do Ramadão significa abster-se de tudo durante o dia.

A base da religião islâmica está no livro chamado Corão ou Alcorão, conteúdo da obra foi revelado por Deus a Maomé. Segundo Maomé, os povos que não têm religião superior devem ser submetidos ao Islão.

O Islamismo é a religião que mais cresce no mundo. Os muçulmanos acreditam na ressurreição dos mortos, no inferno e no paraíso.

 

Breve história da profecia

O primeiro homem foi Adão, foi a partir deste que a raça humana cresceu e se multiplicou, descendendo de Adão e Eva, Adão foi o primeiro profeta de Deus. O islamismo impõe a proibição do consumo de álcool e carne de porco. Os centros mais importantes da vida islâmica são as mesquitas. A religião muçulmana contém mais ou menos um bilião de seguidores que se dividem em duas vertentes: suni e xia. O nome original desta religião é Islão, que significa a submissão a um só Deus.

           Para pertencer à religião basta acreditar a 100% em Deus, a nacionalidade não interessa. Os muçulmanos consideram que é a religião islâmica que está o autêntico caminho da vida, não separam a religião da política. Convém ter em atenção que a intenção da religião muçulmano foi desde sempre a transmissão de valores espirituais e religiosas baseadas na bondade.

A oração no Islão
A oração foi a primeira das adorações instituídas por Deus no Islão, transmitida ao profeta Muhammad, através do arcanjo Gabriel. A obrigatoriedade da oração recai sobre:

→ Os muçulmanos

→ Os que atingiram a puberdade
→ Os que gozam de plenas faculdades mentais;
  • As condições prévias necessárias para a validade das orações:
→ Purificação;
→ Estar dentro do horário da oração;
→ Estar direccionado a Meca;
→ A intenção;
→ Estar num lugar limpo em congregação com outros muçulmanos ou só;
→ E estar vestido adequadamente.
 
Orações
·        Todos os muçulmanos adultos devem realizar orações cinco vezes por dia
·        Não é necessário rezar nas mesquitas
·        Sexta-feira é o dia em que a comunidade islâmica se reúne, na mesquita e dia de descanso.
Lugares santos para o Islão
Existem no mundo, 3 lugares sagrados para os Muçulmanos:
-         A Mesquita da Kaaba em Meca;
-         A Mesquita do Profeta Muhammad em Medina

 - E a Mesquita Aqsa, em Jerusalém

A oração no Islão
A oração foi a primeira das adorações instituídas por Deus no Islão, transmitida ao profeta Muhammad, através do arcanjo Gabriel. A obrigatoriedade da oração recai sobre:

→ Os muçulmanos

→ Os que atingiram a puberdade
→ Os que gozam de plenas faculdades mentais;
  • As condições prévias necessárias para a validade das orações:
→ Purificação;
→ Estar dentro do horário da oração;
→ Estar direccionado a Meca;
→ A intenção;
→ Estar num lugar limpo em congregação com outros muçulmanos ou só;
→ E estar vestido adequadamente.
 
Orações
·        Todos os muçulmanos adultos devem realizar orações cinco vezes por dia
·        Não é necessário rezar nas mesquitas
·        Sexta-feira é o dia em que a comunidade islâmica se reúne, na mesquita e dia de descanso.
Lugares santos para o Islão
Existem no mundo, 3 lugares sagrados para os Muçulmanos:
-         A Mesquita da Kaaba em Meca;
-         A Mesquita do Profeta Muhammad em Medina

 - E a Mesquita Aqsa, em Jerusalém

A oração no Islão
A oração foi a primeira das adorações instituídas por Deus no Islão, transmitida ao profeta Muhammad, através do arcanjo Gabriel. A obrigatoriedade da oração recai sobre:

→ Os muçulmanos

→ Os que atingiram a puberdade
→ Os que gozam de plenas faculdades mentais;
  • As condições prévias necessárias para a validade das orações:
→ Purificação;
→ Estar dentro do horário da oração;
→ Estar direccionado a Meca;
→ A intenção;
→ Estar num lugar limpo em congregação com outros muçulmanos ou só;
→ E estar vestido adequadamente.
 
Orações
·        Todos os muçulmanos adultos devem realizar orações cinco vezes por dia
·        Não é necessário rezar nas mesquitas
·        Sexta-feira é o dia em que a comunidade islâmica se reúne, na mesquita e dia de descanso.
  Lugares santos para o Islão
Existem no mundo, 3 lugares sagrados para os Muçulmanos:
-         A Mesquita da Kaaba em Meca;
-         A Mesquita do Profeta Muhammad em Medina

 - E a Mesquita Aqsa, em Jerusalém

 

ZO Sunismo
 
O Sunismo é o maior ramo do Islão, ao qual pertencem 85% do total dos muçulmanos. Os seguidores da tradição Sunita são os Sunitas.
A maioria dos sunitas acredita que o nome deriva da palavra Suna que é a forma de conduta do profeta Maomé. Alguns afirmam porém que Sunita deriva de uma palavra que significa "um caminho moderado" referindo-se à ideia de que o Sunismo toma uma posição mais neutral do que aquela que tem sido apercebida como mais extremada dos Xiitas.
No Islão, o desacordo político manifestou-se muitas vezes pelo desacordo religioso. O exemplo mais antigo disto foi que 30 anos após a morte de Muhammad, a comunidade islâmica mergulhou numa guerra civil que deu origem a três grupos. Uma causa próxima desta guerra civil foi que os muçulmanos do Iraque e do Egipto ressentiram-se do poder do terceiro Califa e dos seus governadores; outra causa foi a de rivalidades comerciais entre facções da aristocracia mercantil.Após o assassinato do Califa, a guerra eclodiu entre grupos diferentes, todos eles lutando pelo poder. A guerra terminou com a instauração de uma nova dinastia de Califas, que governavam desde Damasco.
Um dos grupos que surgiram desta disputa foi o dos sunitas. Eles tomam-se como os seguidores da sunna (práctica) do profeta Muhammad tal como relatado pelos seus companheiros (a sahaba). Os Sunitas também acreditam que a comunidade islâmica (ummah) se manterá unida. Eles desejavam reconhecer a autoridade dos Califas, que mantinham o governo pela lei e persuasão. Os sunitas tornaram-se a maior seita do Islão.
Os sunitas baseiam a sua religião no Corão e na Sunnah, como está registrada nos livros de Hadith. As coleções Hadith de Sahih Bukhari e Sahih Muslim são consideradas pelos sunitas como as coleções mais importantes. Para além destes dois livros, os Sunitas reconhecem quatro outros livros Hadith de autenticidade credível (apesar de não tão alta como os de Bukhari e de Muslim), todos juntos eles constituem os chamados "Seis Livros" ou o Kutubi-Sittah
 
 
ZO Xiismo
Depois da morte Maomé muitos acreditavam que ele havia escolhido como seu herdeiro e sucessor o seu genro Ali ibin Abun Talib, logo após o falecimento a escolha do novo Califa foi organizada, mas enquanto Ali e sua família aprontavam o enterro de Maomé, alguns sahaba, companheiro do Profeta, elegiam o novo governante da Comunidade Islâmica, sendo assim, Abu Bakr foi designado o novo Califa.
            Depois da morte de Abu Bakr, este foi sucedido por dois outros homens, e só após longos 25 anos Ali conseguiu chegar ao califado, porem, foi assassinado por membros de um grupo chamado Kharijitas.
            Os Kharijitas tem origem na batalha do camelo, onde o governador do Sham, Muáwiya, junto com a viúva de Maomé, Aisha, uniram suas forças para tirar Ali do poder, porém, quando viram que as suas tropas seriam derrotadas, colocaram páginas do corão nas pontas das lanças, sabendo que Ali não iria ataca-los dessa forma, entretanto, um pequeno grupo não aceitou o recuo do exército do califa, defendendo que deveriam batalhar mesmo assim, dessa situação nasce os Kharijitas, que quer dizer “os que saíram”. Com a morte de Ali, este foi sucedido por seu filho Hassan, porém, o novo califa foi obrigado a renunciar em prol de Muáwiya, que subornara seus amigos, corrompera seu governo, tornando-se impossível sua acção governativa. A divisão entre sunitas e xiitas nasce da questão sucessória dessa época.
   Os xiitas são o segundo maior ramo de crentes. Xiitas consideram Ali, o genro e primo de Maomé.
  Os muçulmanos xiitas estão espalhados por todas as partes do mundo no entanto, existem em maior concentração no Irão e Iraque.
  De modo resumido estas são as principais características do Xiismo:
·                    Surgiu durante os primeiros anos de formação do Islão, após a morte do profeta Maomé (por volta de 632);
·                    Deu origem a vários grupos, fontes de desenvolvimento intelectual, filosófico e espiritual;
·                    Expressão pouco significativa em muito poucos países;
·                    No Iémen e no Iraque a maioria da população pratica o seu credo;
·                    Tem como referência os seguidores de Ali Ibn Abu Telib;
·                    xiita- deriva da palavra Shia (seita);
·                    Defendia que a sucessão do califo pertencia apenas aos descendentes de família do profeta;
·                    A doutrina compartilha das crenças essenciais de toda a comunidade de Islâmica, sunita, unidade de Deus, a profecia de Maomé, ou a ressurreição;                            
·                    A sua filosofia, cosmologia e espiritualidade revelam influências gregas, persas e gnóstias;
·                    Responsável por grande parte do desenvolvimento intelectual islâmico;
·                    O xiismo crê que cada pessoa deveria ter a verdadeira visão do Mundo e dos Homens;
·                    Iniciou-se o período mais negro da história xiita (após o assassinato do filho de Ali);
·                    Pode-se comparar o sentimento dos xiitas das trágicas mortes de Ali e seus familiares com a "paixão de Cristo" para os cristãos (mês de morra).
 
Respostas rápidas sobre o Islamismo
 

 
1.Quem fundou o Islamismo?
Muhammad Bin Abdul Muttalib Maomé na língua de Camões em 622 d.C.
2. Quais são os pilares do Islão? 
São 5:
1-     Credo (Chahada). O credo é o testemunho da existência de Um Único Deus, e de que Muhammad é o Seu ultimo mensageiro;
2-     Orações (Salat). A todos os Muçulmanos são requeridas cinco orações diárias em períodos bem definidos do dia;
         3- Jejum (Saum). O jejum consiste na abstinência total de alimentos e líquidos e das relações     sexuais, desde o nascer até ao pôr-do-sol, durante todo o mês de Ramadão;
        4- Contribuição da Purificação (Zakat). Os Muçulmanos devem fazer anualmente um balanço dos seus bens materiais e contribuir com 2,5% do valor dos mesmos para distribuição aos pobres e por outros beneficiários legítimos. Normalmente, as contribuições são entregues à Mesquita de cada localidade, onde existe uma comissão nomeada para o efeito;
       5- A Peregrinação a Meca (Hajj). O cumprimento da Peregrinação a Meca (Makkah) é obrigatória uma vez na vida para todo o Muçulmano com posses financeiras para o efeito. A celebração da "Hajj" é realizada, em parte, em memória das provações e tribulações do Profeta Abraão, sua esposa Agar e seu filho primogénito Ismael.
     A Jihad (guerra santa) é por vezes considerada sexto pilar do Islão.
 
3. Qual o livro sagrado que serve de base ao Islamismo?
A base da religião islâmica está no livro chamado Corão ou Alcorão, conteúdo da obra foi revelado por Deus a Maomé. Segundo Maomé, os povos que não têm religião superior devem ser submetidos ao Islão.
 
4. Qual o dia sagrado para os muçulmanos?
O dia sagrado para os Muçulmanos é a sexta-feira (Jummâ). O Profeta Adão foi enviado ao mundo numa sexta-feira; o Profeta Moisés atravessou o Nilo numa sexta feira… e, acredita-se que o dia do Julgamento final terá lugar numa sexta-feira. Os Muçulmanos juntam-se todas as sextas feiras nas Mesquitas, depois do meio dia, para a oração de "Jummâ". O Imame (dirigente do culto Islâmico) faz o sermão (Khutba) e dirige a oração em congregação.
 
5. Quais os lugares santos para o Islão?
 A Mesquita da Kaaba em Meca; a Mesquita do Profeta Muhammad em Medina e a Mesquita Aqsa, em Jerusalém
6. Quais os dois principais “ ramos” do Islão?
Sunitas e Xiitas
 
7. Quando e porquê surgiram?
               Surgiram durante os primeiros anos de formação do Islão, após a morte do profeta Maomé (por volta de 632) os Sunitas são mais representativos   (e moderados) com 85% da população Islâmica no Mundo os xiitas encontram-se sobretudo no Irão e no Iraque. A razão da cisão foi a sucessão ao lugar de Maomé em que os xiitas apoiavam um descendente directo do profeta e os sunitas apontavam líderes políticos (califas), isto levou a uma guerra civil e atritos que ainda hoje se vão sentindo.
 


Publicado por areligiao às 20:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Farlito Januario Mazive a 18 de Abril de 2014 às 08:12
Allah


Comentar post

A Religião e o Homem
Pesquisar neste blog
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


contador de visitas
Contador Web
blogs SAPO
subscrever feeds